Pesquisador: Bruno Silva

Bio

Docente do Ensino Superior na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (2007), com ênfase em História do Brasil Império. Mestre em História Social pela Universidade Federal Fluminense com o tema: “Negros, Índios e Mestiços nas Crônicas de Pernambuco e São Paulo Setecentistas” (2011), abordando assuntos como: “Identidades Coloniais”, Genealogias, Pensamento Ilustrado no Mundo Luso e Participação de Negros, Índios e Mestiços nos eventos abordados pelo croniciado Luso-brasileiro setecentista. Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense com a tese: “Inventários do Homem Americano: viagens, teorias e composição das raças nos séculos XVII e XVIII”, sob orientação de Ronald Raminelli. Atuando também, como Pesquisador Associado no Departamento de História da Universidade do Texas, em Austin, nos Estados Unidos da América, entre dezembro de 2012 e maio de 2013, onde realizou pesquisas no âmbito da História da América Colonial (séculos XVII e XVIII) e Europa Moderna, com ênfase para os estudos realizados no acervo da Benson Latin American Collection, uma das maiores instituições do mundo dedicada ao estudo da América Latina, em todas as temporalidades, sob orientação de Jorge Canizares-Esguerra. Atualmente é filiado à Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas – ANPHLAC. Entre 2017 e 2019 foi Coordenador do Curso de História da UNIFESSPA/Xinguara. No momento, coordena o Programa de Pós-Graduação do campus de Xinguara, o PROFHISTORIA (Mestrado Profissional em História) e é líder do GEPAm (Grupo de Ensino e Pesquisas Americanistas) registrado no CNPq. Além de empreender pesquisas na área de circulação de indivíduos, bens e ideias entre a América e Oriente, do século XVI ao XVIII.

Continuar a ler “Pesquisador: Bruno Silva”

Pesquisadora: Maria Renata da Cruz Duran

Bio

Sou graduada, mestre (2005) e doutora (2009) pela UNESP/Franca, pós-doutora pela FE/Universidade de São Paulo (2011-2012) e pela FLUL/Universidade de Lisboa (2016-2018), com financiamento FAPESP e PDE-CNPq. Entre 2009 e 2011 trabalhei como consultora educacional para UNESCO, OEI e CAPES na área de ensino superior e tecnologias. Fui Visiting Scholar no Departamento de História da Universidade de Harvard (2019-2020). Desde 2012, sou professora de História Moderna e Contemporânea na Universidade Estadual de Londrina, aonde estou credenciada no Programa de Pós-graduação em História Social. Na História Moderna, desenvolvo pesquisas sobre sermões e pregadores dos séculos XVI-XIX, bem como sobre as comunidades capelares iberoamericanas, abordando tanto a relação entre política e religião, quanto literatura e sentimentos.
Continuar a ler “Pesquisadora: Maria Renata da Cruz Duran”

Pesquisador: Luciano Cesar da Costa

Bio

Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (2011), mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense (2014) e doutorado também pela Universidade Federal Fluminense (2019). Tem experiência na área de História, com ênfase em História Moderna e Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: Hierarquia, Embaixadas, Conflitos e Restauração Portuguesa. Recentemente, tem se dedicado aos estudos das embaixadas portugueses em Roma durante a Restauração Portuguesa, bem como a atuação da comunidade portuguesa em Roma. É membro fundador do grupo Sigillum – Estudos sobre diplomacia.
Continuar a ler “Pesquisador: Luciano Cesar da Costa”

Pesquisador: Angelo Adriano Faria de Assis

Bio

Graduação (Licenciatura e Bacharelado) (1995), mestrado (1998) e doutorado em História, todos pela Universidade Federal Fluminense (2004) e Pós-doutorado pela Universidade de Lisboa (2011) e pela Universidade de Évora (2011). Pós-doutorado em andamento pela Lettres Sorbonne Université (França, 2021). Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal de Viçosa, onde atua na Graduação em História e como Professor Permanente nos Programas de Pós-Graduação do Mestrado Acadêmico em Letras e do Mestrado Profissional em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania. É pesquisador, desde 2010, da Cátedra de Estudos Sefarditas Alberto Benveniste da Universidade de Lisboa. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Colônia, atuando principalmente nos seguintes temas: Inquisição no Brasil; Inquisição no mundo ibérico e colonial; religiões e religiosidades no mundo iberoamericano; criptojudaísmo; cristãos-novos; redes sefarditas durante a Modernidade; ensino de história; literatura, história e memória.
Continuar a ler “Pesquisador: Angelo Adriano Faria de Assis”

Pesquisador: Douglas Mota Xavier de Lima

Bio

Licenciado e Bacharel em História pela UFF 2009. Mestre 2012 e Doutor 2016 em História pelo Ppgh-UFF. Professor da educação básica entre 2009 e 2014. Professor adjunto da Universidade Federal do Oeste do Pará desde 2014, áreas de História Antiga, Medieval e Moderna. Pesquisa temas relacionados a monarquia portuguesa no século XV, em especial diplomacia, viagens e comunicação política. Pós-doutorado em andamento na UNESP-Franca sobre os relatos de embaixadas do século XV na Europa.
Continuar a ler “Pesquisador: Douglas Mota Xavier de Lima”

Lançamento do livro Cartografia da Promessa

A h_moderna – Rede Brasileira de Estudos em História Moderna tem o prazer de convidá-l@s para o lançamento online do livro Cartografia da Promessa: Potosi e o Brasil em um continente chamado Peruana, de Andréa Doré (UFPR), publicado pela Editora Intermeios, em 2020.

O evento será mediado por Luís Filipe Silvério Lima (Unifesp) e contará com comentários ao livro por Íris Kantor (USP), Júnia Furtado (UFMG/Unifesp), Marina Bezzi (UnB) e Zoltán Biedermann (University College London).

O livro estará com 50% de desconto entre 5 e 11 de abril durante a III Feira do Livro da Unesp e pode ser comprado neste link.

Sobre o evento

Data e horário: 8 de abril de 2021, 14:00-16:00 (horário de Brasília)

Modalidade e inscrição: o evento será realizado na plataforma Google Meet e é aberto a tod@s. A inscrição prévia é obrigatória mediante envio de mensagem com nome e e-mail com o qual deseja acessar o evento online para hmodernaemrede@gmail.com até 7 de abril de 2021.

Organização: h_moderna – Rede Brasileira de Estudos em História Moderna

Sobre o livro

Nomen omen. A expressão latina diz que o nome é um presságio, uma profecia, um destino ou, ainda, uma promessa. Por que se chamou Peru, Peruana ou América Peruana o que viria ser a América do Sul? Em que se baseavam essas escolhas? Quem as sugeriu e por que não se mantiveram? Qual o papel da montanha de Potosi na história desses nomes? Os portugueses nas terras do Brasil achavam que a montanha de prata ficava “logo ali”. Inventaram mapas, encurtaram distâncias, espalharam esperanças. Mas, se era tão perto, como explicar a ausência de metais preciosos no Brasil? Cartografia da Promessa traz respostas inéditas a essas perguntas, com base em mapas, cosmografias, relatos de viagem e crônicas, e conta como nos primeiros dois séculos de sua história o Brasil precisou compensar a escassez de ouro e prata com pau-brasil, com açúcar, com a mão de obra e as almas dos seus habitantes originais e com sua geografia. Mais informações neste link.

Sobre a autora

Andréa Doré é professora do Departamento de História da Universidade Federal do Paraná. É Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense e realizou pós-doutorado na Universidade de Harvard. Em 2010 publicou Sitiados. Os cercos às fortalezas portuguesas na Índia(São Paulo: Alameda). Dedica-se ao estudo da construção do saber geográfico sobre a América no período moderno e as relações entre o Índico e o Brasil durante a União Ibérica. Integra a rede Geopam (Geopolíticas Americanas nos séculos XVI-XVIII) e é uma das fundadoras da h_moderna.

Pesquisadora: Caroline Garcia Mendes

Bio

Bacharel e Licenciada em História pela UFV, Mestra em História pela Unicamp e Doutora em História Social pela USP. Tenho interesse de pesquisa na área de Cultura Escrita e circulação de notícias na Península Ibérica no século XVII. Minha pesquisa de doutorado teve o intuito de discorrer sobre os impressos de notícias publicados em Lisboa e Madrid durante o período da guerra da Restauração, buscando identificar seus impressores e editores, bem como o conteúdo dessas notícias e como cada impresso descrevia as batalhas e seus inimigos. Faço parte do Grupo de Estudos de História Ibérica Moderna da FFLCH/USP e sou convidada no Modernitas Núcleo de Estudos em História moderna vinculado ao IFCH/Unicamp. Atualmente sou professora substituta de História no Instituto Federal de São Paulo, campus Jacareí. Continuar a ler “Pesquisadora: Caroline Garcia Mendes”

Pesquisador: Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron

Bio

Graduação em História pela Universidade de São Paulo (1985), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1991), doutorado em Histoire et Civilisations pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, França (1998) e livre-docência em História Moderna pela Universidade de São Paulo (2010). Pós-doutorado na Universidade de São Paulo (1999-2001; bolsa Fapesp) e na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (2007; bolsa Fapesp). Docente da Universidade de São Paulo desde 2001 (História Moderna, 2001-2009, e História da América Colonial, desde 2010); professor visitante da Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1997, 2002, 2007, 2013, 2014 e 2016) e da Universidad Internacional de Andalucía (2004); pesquisador convidado do Musée du Quai Branly (2009). Temas de pesquisa: escravidão indígena e africana; legislação indigenista na América de colonização portuguesa e espanhola; pensamento jurídico moderno (com ênfase nas obras produzidas pelos teólogos da Companhia de Jesus e por juristas espanhóis e portugueses). Continuar a ler “Pesquisador: Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron”

Pesquisador: Bruno Martins Boto Leite

Bio

Formado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004), Mestre em história social pela UFRJ (2006) e Doutor em história pelo Istituto Universitario Europeo de Florença, Itália (2012). Tem experiência na área de História, com ênfase em História da cultura e da educação na época moderna (séculos XVI-XVIII), atuando principalmente nos seguintes temas: História das instituições de cultura, História dos Intelectuais & História da filosofia e da ciência em Portugal e no Brasil da época moderna. Além de trabalhar com História da Educação Jesuítica nos mesmos contextos. Membro dos grupos de Pesquisa: “NEIC-UFRPE – Núcleo de Estudos de Impérios Coloniais” & “Jesuítas nas Américas”. É professor adjunto de História Moderna do departamento de História da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em História da mesma universidade e do Programa de Pós-Graduação em História da UFPE.

Continuar a ler “Pesquisador: Bruno Martins Boto Leite”

Pesquisadora: Ana Paula Torres Megiani

Bio

Docente Associada de História Ibérica no Departamento de História FFLCH-USP. Possui Graduação em História (1987), Mestrado (1995) e Doutorado (2001) em História Social e Livre Docência (2015) em História Ibérica pela USP. Pós-Doutorados pelo ICS-Univ. de Lisboa (2003) e Univ. Complutense de Madrid (2006). Co-ministrante do Master de Estudios Brasileños da Univ. de Salamanca 2013-2015. Autora dos livros O jovem rei encantado (Hucitec, 2003); O rei ausente (Alameda, 2004) e 1580 da Col. Portugal uma retrospectiva (Tinta da China, 2019). Co-organizadora dos livros Inês de Castro: a época e a memória (Alameda, 2008), O Império por escrito (Alameda, 2009), O Brasil na Monarquia Hispânica (Ed. Humanitas 2014), Visions, Prophecies and Divinations (Brill, 2016) e Redes y Circulación en el Brasil durante la Monarquia Hispánica (1580-1640) (Silex, 2020). É pesquisadora da Cátedra Jaime Cortesão-FFLCH/USP desde 2002. Coordenadora do Finisterra_Lab – Laboratório de Estudos sobre os Impérios Ibéricos (sécs. XV-XVIII) e Diretora do Centro de Apoio à Pesquisa História (CAPH) da FFLCH-USP. É a atual Vice-Diretora da FFLCH-USP – gestão 2020-2024.

Continuar a ler “Pesquisadora: Ana Paula Torres Megiani”

Pesquisador: Antônio David

Bio

Professor contratado III (temporário) da Escola de Comunicação e Artes da USP. Bacharel em Filosofia (2009) e História (2018) e Doutor em Filosofia (2017) pela USP, com estágios de pesquisa de doutorado na França (Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne e l’École des Hautes Études en Sciences Sociales) e Argentina (Instituto de Investigaciones Gino Germani – Universidad de Buenos Aires). Atualmente realiza pesquisa de doutorado em História Social pela USP. Realiza pesquisas sobre linhagens do pensamento sobre a história, conceitos e representações de história na Primeira Época Moderna (com ênfase na obra de Espinosa), temporalidade e historicidade no mundo contemporâneo (perspectiva interdisciplinar), problemas de teoria e metodologia da pesquisa histórica, ensino de História.

Continuar a ler “Pesquisador: Antônio David”