Pesquisador: Marcos Antonio Lopes Veiga

Bio

Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) (2012). Pós-doutorando CAPES PNPD no Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP). Minhas pesquisas se concentram na relação entre história e historiografia do manuscrito, do impresso, do livro e a história e historiografia da magia, feitiçaria e bruxaria na Idade Moderna, com ênfase nos Impérios Ibéricos (sécs. XV-XVIII). Também são temas de pesquisa e áreas de interesse afins: história e historiografia do Santo Ofício da Inquisição na Idade Moderna, história e historiografia das ordens religiosas e do livro religioso, história da cultura e das representações políticas e história das representações teatrais e artísticas na Península Ibérica e seus domínios (sécs. XV-XVIII).

Continuar a ler “Pesquisador: Marcos Antonio Lopes Veiga”

Pesquisador: José Carlos Vilardaga

Bio

Bacharel e Licenciado em História pela Universidade de São Paulo (USP), fez Mestrado (1998-2002) e Doutorado (2006-2011) em História Social pela mesma universidade (FFLCH-USP). Possui experiência docente em ensino fundamental, médio e superior, tendo, neste último, trabalhado em universidades públicas e privadas, como UNISA, UFOP, PUCCAMP e UEL. Estuda os impérios coloniais ibéricos durante o período moderno, com especial ênfase nas conexões luso-castelhanas na América Meridional entre os séculos XVI e XVII. Atua como pesquisador na intersecção das áreas de História da América Colonial, História Ibérica e História de São Paulo no período colonial e desenvolve a pesquisa “Dinâmicas do espaço platino: pessoas e objetos em circulação pelos caminhos do Prata entre 1530 e 1640.” Professor da área de História da América na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), é um dos líderes dos Diretórios de Pesquisa: “A monarquia hispânica e o império dos Felipes (1580-1640)” e “História e Historiografia das Américas”. É um dos coordenadores do Laboratório de Pesquisa em Histórias das Américas (LAPHA) da UNIFESP e membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas sobre os Impérios Ibéricos na Época Moderna (séculos XV-XVII), o FINISTERRA_lab (USP). Faz parte do pólo brasileiro da Red Columnaria; integra a rede internacional GEOPAM (Geopolítica Americana de los siglos XVI e XVII); o projeto “Base de Dados BRASILHIS – Redes pessoais e circulação no Brasil durante o periodo da Monarquia Hispânica (1580-1640)”, e o Ñande – Rede de Pesquisadoras e Pesquisadores sobre o Paraguay. Autor dos livros: Lastros de viagem: expectativas, projeções e descobertas portuguesas no Índico (1498-1554) (Annablume, 2010) e São Paulo no império dos Felipes: conexões na América Meridional (1580-1640) (Intermeios, 2014).

Continuar a ler “Pesquisador: José Carlos Vilardaga”

Pesquisadora: Denise A S de Moura

Bio

Formada em História com mestrado e doutorado em História do Brasil Império. Desde 2002 professora de História do Brasil na UNESP e pesquisa em Brasil século XVIII. Estágio de Pós-Doc na Universidade Nova de Lisboa (2008) e Johns Hopkins University (2013). Experiência de pesquisa nos últimos 18 anos em História do Brasil colônia em arquivos do Brasil e exterior. Desde 2015 venho trabalhando com história da cartografia, século XVIII, obtendo financiamentos, realizando apresentação de comunicação de pesquisa e publicado artigos.

Continuar a ler “Pesquisadora: Denise A S de Moura”

Pesquisadora: Adriana Romeiro

Bio

Formada em História pela Unicamp, com mestrado e doutorado pela mesma Universidade. Realizou pós-doutorado na Universidade de São Paulo, Universidad Autónoma de Madrid e atualmente na Unicamp. É professora associada do Departamento de História da UFMG. Atualmente desenvolve estudos sobre o imaginário político na modernidade ibérica, com ênfase para o tema da corrupção.

Continuar a ler “Pesquisadora: Adriana Romeiro”

Pesquisadora: Rachel Saint Williams

Bio

Possui bacharelado e licenciatura em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005). Mestre (2008) e Doutora (2013) em História pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi bolsista de doutorado sanduíche CNPq na Universidad Complutense de Madrid. Realizou estágio de pós-doutorado (2015-2018) na Universidade de São Paulo, subvencionada por uma bolsa de pesquisa individual FAPESP. Realiza pesquisas sobre História Social dos Discursos Políticos, História dos Conceitos Políticos, Formação das Identidades Coletivas e Escrita da História na Época Moderna. Principais áreas de atuação: História Ibérica, História Moderna e História da América Colonial. Atualmente, é bolsista PNPD/Capes no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Continuar a ler “Pesquisadora: Rachel Saint Williams”

Pesquisadora: Eliane Cristina Deckmann Fleck

Bio

Graduada e Mestre em História pela UNISINOS (1991) e Doutora em História pela PUCRS (1999). Professora titular da Graduação e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em História da UNISINOS. Pesquisadora do CNPq (PQ 2). Integra a Rede de investigadores da Sociedade Internacional de Estudos Jesuíticos (SIEJ), com sede na EHESS, Paris, a Associação de Brasilianistas na Europa (ABRE), a ANPHLAC, a SBHC e a ANPUH. Integra os Grupos de Pesquisa-CNPq “Jesuítas nas Américas” e “Imagens da Morte: a morte e o morrer no mundo ibero-americano”. Editora da Revista História Unisinos. Suas pesquisas enfocam a História da América e História do Brasil da Época Moderna, privilegiando os seguintes temas: missões religiosas; contatos interculturais; doenças e práticas de cura; viajantes e expedições científicas; cultura escrita e práticas de poder; discursos científicos e religiosos; historiografia colonial. Dentre suas principais publicações estão os livros “As artes de curar em um manuscrito jesuítico inédito do Setecentos” (2015) e “Entre a caridade e a ciência: a prática missionária e científica da Companhia de Jesus. América platina, séculos XVII e XVIII” (2014). Continuar a ler “Pesquisadora: Eliane Cristina Deckmann Fleck”

Pesquisador: Luís Guilherme Assis Kalil

Bio

Luís Guilherme Assis Kalil é mestre (2008) e doutor (2015) em História Cultural pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor da área de História da América Colonial e América Independente no século XIX e integrante do corpo docente do Programa de Pós-graduação em História (PPHR) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ – IM/Nova Iguaçu). Líder do grupo de pesquisa “História das Américas: fontes e historiografia” (UFOP/CNPq) e pesquisador associado aos grupos “LAméricas. Estudos e pesquisas em História da América Colonial” (UFMT/CNPq) e “LAMI. Laboratório de Mundos Ibéricos” (UFRRJ/CNPq). Possui experiência na área de ensino e pesquisa em História, com ênfase em História da América.

Continuar a ler “Pesquisador: Luís Guilherme Assis Kalil”

Pesquisador: William de Souza Martins

Bio

Doutor em História Social pela USP (2001), Mestrado em História pela UFF (1996). É Professor Associado do Instituto de História e do PPGHIS da UFRJ desde 2010. Já trabalhou com os seguintes temas de pesquisa: festas religiosas no Rio de Janeiro; ordens terceiras na América Portuguesa; modelos de santidade feminina na América Portuguesa e no mundo ibérico; oratória sagrada no Antigo Regime ibérico; testamentos no Rio de Janeiro setecentista, etc.

Continuar a ler “Pesquisador: William de Souza Martins”

Pesquisadora: Marcia Amantino

Bio

Graduada em História pela Universidade Federal Fluminense (1992), mestrado (1996) e doutorado (2001) em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pós-doutoramento pela Universidade Federal de Minas Gerais (2009-2010) e pela Universidade de Évora, Portugal (2012). Realizou um outro mestrado (à distância) pela Universidade Nova de Lisboa (2015), intitulado História do Império português. É professora do Programa de Pós Graduação da Universidade Salgado de Oliveira. É autora dos livros A Companhia de Jesus no Rio de Janeiro: o caso do Engenho Velho, século XVIII (2018); O Mundo das Feras: os moradores do sertão Oeste de Minas Gerais, século XVIII (2008) e co-organizadora de A Companhia de Jesus na América por seus colégios e fazendas: aproximações entre Brasil e Argentina, século XVIII (2015), Santa Cruz: de legado dos jesuítas a pérola da Coroa (2013); História dos homens no Brasil (2013); Escravidão, mestiçagens, ambientes, paisagens e espaços (2011); História do Corpo no Brasil (2011); Povoamento, Catolicismo e escravidão na Antiga Macaé (séculos XVI-XIX) (2011). Possuí também, artigos publicados em periódicos brasileiros e internacionais, elaborados individualmente ou em parcerias com historiadores nacionais, destacando-se nos últimos anos, as produções dedicadas à escravidão de negros e de índios, sobre a economia e inserção social da Companhia de Jesus na capitania do Rio de Janeiro e sobre o processo de expulsão da ordem em 1759 e seus desdobramentos.

Continuar a ler “Pesquisadora: Marcia Amantino”

Pesquisador: Wellington Bernardelli Silva Filho

Bio

Professor de História Moderna da Universidade Federal do Amazonas e doutor em História das Ciências pelo Departamento de História e Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa – DHFC-UL. Tem interesse nos temas ligados a História da Saúde e das Doenças, Circulação do Conhecimento no Império Português e Publicações Médico-Farmacêuticas da Época Moderna.

Continuar a ler “Pesquisador: Wellington Bernardelli Silva Filho”

Pesquisador: Kleber Clementino

Bio

Sou graduado em História pela UFPE, com mestrado em Educação e doutorado em História Moderna pela mesma instituição (com estágio doutoral na Univ. de Évora, Portugal). Atuo como docente do ensino superior desde 2011. Atualmente, componho o quadro do dep. de História da UFRPE (desde 2017). Meu campo de pesquisa se situa na intersecção entre cultura e política, especificamente pensando a produção de relatos históricos no mundo luso-castelhano do séc. XVII.

Continuar a ler “Pesquisador: Kleber Clementino”

Pesquisador: Thiago Groh

Bio

Graduação em História e Especialização em História Social pela Universidade Estadual de Londrina-PR (UEL). Mestrado em História Social pela Universidade Federal Fluminense e doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor Adjunto na Universidade Federal do Tocantins, campus Araguaína.

Continuar a ler “Pesquisador: Thiago Groh”

Pesquisador: Marcus Vinicius Reis

Bio

É Professor Adjunto na Faculdade de História da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). Doutor em História pelo Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ/FFP). Possui Graduação (Licenciatura e Bacharelado) em História pela Universidade Federal de Viçosa (2011). É editor da revista Escritas do Tempo, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em História da UNIFESSPA. Pertenceu ao Conselho Editorial da revista Temporalidades, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em História da UFMG. Também foi bolsista do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior, através da Universidade de Lisboa. Por fim, atua como pesquisador nas seguintes áreas temáticas: Tribunal do Santo Ofício português na Época Moderna; Práticas mágico-religiosas no mundo português da Época Moderna; Gênero e religiosidade; História e Patrimônio. Continuar a ler “Pesquisador: Marcus Vinicius Reis”

Pesquisador: Jorge Victor de Araújo Souza

Bio

Possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004), mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2011), com bolsa PDSE na Universidade de Coimbra. Fez estágio de pós doutorado, pesquisando imagens da Época Moderna, na UFF, junto ao laboratório Companhia das Índias, e na UFRJ no HCTE. É professor de História da América Colonial na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da América portuguesa e espanhola e História Moderna, atuando principalmente nos seguintes temas: Representação dos conhecimentos e das ciências; Inserção social e expansão territorial de ordens religiosas no período moderno; representações iconográficas da expansão ultramarina; saberes nas Américas. Atualmente pesquisa a noção de cultura visual e suas relações com idolatrias coloniais. É docente do Programa de Pós-Graduação em Ensino de História (UFRJ), do Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC), e do Programa de Pós-Graduação em História Social (PPGHIS), como colaborador. Foi membro titular do Comitê de Ética em Pesquisa do CFCH da UFRJ para área de Ciências Humanas desde novembro de 2015 até abril de 2020. Faz parte do Laboratório Sacralidades da UFRJ. Desde abril de 2020 faz parte da RED COLUMNARIA (Comunidade Internacional de Historiadores das Monarquias Ibéricas).

Continuar a ler “Pesquisador: Jorge Victor de Araújo Souza”