Pesquisadora: Caroline Garcia Mendes

Bio

Bacharel e Licenciada em História pela UFV, Mestra em História pela Unicamp e Doutora em História Social pela USP. Tenho interesse de pesquisa na área de Cultura Escrita e circulação de notícias na Península Ibérica no século XVII. Minha pesquisa de doutorado teve o intuito de discorrer sobre os impressos de notícias publicados em Lisboa e Madrid durante o período da guerra da Restauração, buscando identificar seus impressores e editores, bem como o conteúdo dessas notícias e como cada impresso descrevia as batalhas e seus inimigos. Faço parte do Grupo de Estudos de História Ibérica Moderna da FFLCH/USP e sou convidada no Modernitas Núcleo de Estudos em História moderna vinculado ao IFCH/Unicamp. Atualmente sou professora substituta de História no Instituto Federal de São Paulo, campus Jacareí. Continuar a ler “Pesquisadora: Caroline Garcia Mendes”

Pesquisador: Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron

Bio

Graduação em História pela Universidade de São Paulo (1985), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1991), doutorado em Histoire et Civilisations pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, França (1998) e livre-docência em História Moderna pela Universidade de São Paulo (2010). Pós-doutorado na Universidade de São Paulo (1999-2001; bolsa Fapesp) e na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (2007; bolsa Fapesp). Docente da Universidade de São Paulo desde 2001 (História Moderna, 2001-2009, e História da América Colonial, desde 2010); professor visitante da Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1997, 2002, 2007, 2013, 2014 e 2016) e da Universidad Internacional de Andalucía (2004); pesquisador convidado do Musée du Quai Branly (2009). Temas de pesquisa: escravidão indígena e africana; legislação indigenista na América de colonização portuguesa e espanhola; pensamento jurídico moderno (com ênfase nas obras produzidas pelos teólogos da Companhia de Jesus e por juristas espanhóis e portugueses). Continuar a ler “Pesquisador: Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron”

Pesquisador: Bruno Martins Boto Leite

Bio

Formado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004), Mestre em história social pela UFRJ (2006) e Doutor em história pelo Istituto Universitario Europeo de Florença, Itália (2012). Tem experiência na área de História, com ênfase em História da cultura e da educação na época moderna (séculos XVI-XVIII), atuando principalmente nos seguintes temas: História das instituições de cultura, História dos Intelectuais & História da filosofia e da ciência em Portugal e no Brasil da época moderna. Além de trabalhar com História da Educação Jesuítica nos mesmos contextos. Membro dos grupos de Pesquisa: “NEIC-UFRPE – Núcleo de Estudos de Impérios Coloniais” & “Jesuítas nas Américas”. É professor adjunto de História Moderna do departamento de História da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em História da mesma universidade e do Programa de Pós-Graduação em História da UFPE.

Continuar a ler “Pesquisador: Bruno Martins Boto Leite”

Pesquisadora: Ana Paula Torres Megiani

Bio

Docente Associada de História Ibérica no Departamento de História FFLCH-USP. Possui Graduação em História (1987), Mestrado (1995) e Doutorado (2001) em História Social e Livre Docência (2015) em História Ibérica pela USP. Pós-Doutorados pelo ICS-Univ. de Lisboa (2003) e Univ. Complutense de Madrid (2006). Co-ministrante do Master de Estudios Brasileños da Univ. de Salamanca 2013-2015. Autora dos livros O jovem rei encantado (Hucitec, 2003); O rei ausente (Alameda, 2004) e 1580 da Col. Portugal uma retrospectiva (Tinta da China, 2019). Co-organizadora dos livros Inês de Castro: a época e a memória (Alameda, 2008), O Império por escrito (Alameda, 2009), O Brasil na Monarquia Hispânica (Ed. Humanitas 2014), Visions, Prophecies and Divinations (Brill, 2016) e Redes y Circulación en el Brasil durante la Monarquia Hispánica (1580-1640) (Silex, 2020). É pesquisadora da Cátedra Jaime Cortesão-FFLCH/USP desde 2002. Coordenadora do Finisterra_Lab – Laboratório de Estudos sobre os Impérios Ibéricos (sécs. XV-XVIII) e Diretora do Centro de Apoio à Pesquisa História (CAPH) da FFLCH-USP. É a atual Vice-Diretora da FFLCH-USP – gestão 2020-2024.

Continuar a ler “Pesquisadora: Ana Paula Torres Megiani”

Pesquisador: Antônio David

Bio

Professor contratado III (temporário) da Escola de Comunicação e Artes da USP. Bacharel em Filosofia (2009) e História (2018) e Doutor em Filosofia (2017) pela USP, com estágios de pesquisa de doutorado na França (Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne e l’École des Hautes Études en Sciences Sociales) e Argentina (Instituto de Investigaciones Gino Germani – Universidad de Buenos Aires). Atualmente realiza pesquisa de doutorado em História Social pela USP. Realiza pesquisas sobre linhagens do pensamento sobre a história, conceitos e representações de história na Primeira Época Moderna (com ênfase na obra de Espinosa), temporalidade e historicidade no mundo contemporâneo (perspectiva interdisciplinar), problemas de teoria e metodologia da pesquisa histórica, ensino de História.

Continuar a ler “Pesquisador: Antônio David”

Pesquisador: Marcos Antonio Lopes Veiga

Bio

Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) (2012). Pós-doutorando CAPES PNPD no Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP). Minhas pesquisas se concentram na relação entre história e historiografia do manuscrito, do impresso, do livro e a história e historiografia da magia, feitiçaria e bruxaria na Idade Moderna, com ênfase nos Impérios Ibéricos (sécs. XV-XVIII). Também são temas de pesquisa e áreas de interesse afins: história e historiografia do Santo Ofício da Inquisição na Idade Moderna, história e historiografia das ordens religiosas e do livro religioso, história da cultura e das representações políticas e história das representações teatrais e artísticas na Península Ibérica e seus domínios (sécs. XV-XVIII).

Continuar a ler “Pesquisador: Marcos Antonio Lopes Veiga”

Pesquisadora: Margareth de Almeida Gonçalves

Bio

Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1980), mestrado e doutorado em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (2002), com estágio sanduíche na Universidade de Essex, Reino Unido. Tem estágio de pós-doutorado no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (2012). É professora titular da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de História do Império Português e História do Brasil entre os séculos XVI e XIX, com ênfase em história e historiografia da religião, história intelectual e estudos de gênero.

Continuar a ler “Pesquisadora: Margareth de Almeida Gonçalves”

Pesquisadora: Denise A S de Moura

Bio

Formada em História com mestrado e doutorado em História do Brasil Império. Desde 2002 professora de História do Brasil na UNESP e pesquisa em Brasil século XVIII. Estágio de Pós-Doc na Universidade Nova de Lisboa (2008) e Johns Hopkins University (2013). Experiência de pesquisa nos últimos 18 anos em História do Brasil colônia em arquivos do Brasil e exterior. Desde 2015 venho trabalhando com história da cartografia, século XVIII, obtendo financiamentos, realizando apresentação de comunicação de pesquisa e publicado artigos.

Continuar a ler “Pesquisadora: Denise A S de Moura”

Pesquisadora: Nívia Pombo

Bio

Sou Professora Adjunta do Departamento de História – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), atuando na Área de Moderna e Contemporânea. Graduada em História pela UERJ, com Mestrado (2002) e Doutorado (2013) em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Em 2015, publiquei o livro D. Rodrigo de Sousa Coutinho: pensamento e ação político-administrativa no Império Português (1778-1812), publicando artigos e capítulos de livros dedicados ao final do século XVIII. Atualmente integro como pesquisadora o INCT-Rede Proprietas. Coordeno o Núcleo de Estudos de História Moderna (NEHMO/UERJ). Atuo como Conselheira Editorial da Revista Brasileira de História. Tenho me dedicado aos seguintes temas: Ilustração, elites letradas, cultura escrita, tipografias, estudos de trajetória, Império português, território e direitos de propriedade no final do século XVIII.

Continuar a ler “Pesquisadora: Nívia Pombo”

Pesquisadora: Eliane Cristina Deckmann Fleck

Bio

Graduada e Mestre em História pela UNISINOS (1991) e Doutora em História pela PUCRS (1999). Professora titular da Graduação e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em História da UNISINOS. Pesquisadora do CNPq (PQ 2). Integra a Rede de investigadores da Sociedade Internacional de Estudos Jesuíticos (SIEJ), com sede na EHESS, Paris, a Associação de Brasilianistas na Europa (ABRE), a ANPHLAC, a SBHC e a ANPUH. Integra os Grupos de Pesquisa-CNPq “Jesuítas nas Américas” e “Imagens da Morte: a morte e o morrer no mundo ibero-americano”. Editora da Revista História Unisinos. Suas pesquisas enfocam a História da América e História do Brasil da Época Moderna, privilegiando os seguintes temas: missões religiosas; contatos interculturais; doenças e práticas de cura; viajantes e expedições científicas; cultura escrita e práticas de poder; discursos científicos e religiosos; historiografia colonial. Dentre suas principais publicações estão os livros “As artes de curar em um manuscrito jesuítico inédito do Setecentos” (2015) e “Entre a caridade e a ciência: a prática missionária e científica da Companhia de Jesus. América platina, séculos XVII e XVIII” (2014). Continuar a ler “Pesquisadora: Eliane Cristina Deckmann Fleck”

Pesquisador: William de Souza Martins

Bio

Doutor em História Social pela USP (2001), Mestrado em História pela UFF (1996). É Professor Associado do Instituto de História e do PPGHIS da UFRJ desde 2010. Já trabalhou com os seguintes temas de pesquisa: festas religiosas no Rio de Janeiro; ordens terceiras na América Portuguesa; modelos de santidade feminina na América Portuguesa e no mundo ibérico; oratória sagrada no Antigo Regime ibérico; testamentos no Rio de Janeiro setecentista, etc.

Continuar a ler “Pesquisador: William de Souza Martins”

Pesquisadora: Marcia Amantino

Bio

Graduada em História pela Universidade Federal Fluminense (1992), mestrado (1996) e doutorado (2001) em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pós-doutoramento pela Universidade Federal de Minas Gerais (2009-2010) e pela Universidade de Évora, Portugal (2012). Realizou um outro mestrado (à distância) pela Universidade Nova de Lisboa (2015), intitulado História do Império português. É professora do Programa de Pós Graduação da Universidade Salgado de Oliveira. É autora dos livros A Companhia de Jesus no Rio de Janeiro: o caso do Engenho Velho, século XVIII (2018); O Mundo das Feras: os moradores do sertão Oeste de Minas Gerais, século XVIII (2008) e co-organizadora de A Companhia de Jesus na América por seus colégios e fazendas: aproximações entre Brasil e Argentina, século XVIII (2015), Santa Cruz: de legado dos jesuítas a pérola da Coroa (2013); História dos homens no Brasil (2013); Escravidão, mestiçagens, ambientes, paisagens e espaços (2011); História do Corpo no Brasil (2011); Povoamento, Catolicismo e escravidão na Antiga Macaé (séculos XVI-XIX) (2011). Possuí também, artigos publicados em periódicos brasileiros e internacionais, elaborados individualmente ou em parcerias com historiadores nacionais, destacando-se nos últimos anos, as produções dedicadas à escravidão de negros e de índios, sobre a economia e inserção social da Companhia de Jesus na capitania do Rio de Janeiro e sobre o processo de expulsão da ordem em 1759 e seus desdobramentos.

Continuar a ler “Pesquisadora: Marcia Amantino”

Pesquisador: Daniel Saraiva

Bio

Doutor em História pela Université Paris IV – Sorbonne (2017), mestre e bacharel em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009 e 2006). Especializado na área de História Moderna, realiza, atualmente, uma pesquisa de pós-doutorado na UFRJ sobre o insuspeito republicanismo comunal que agitou o reino português e suas possessões americanas nos séculos XVI e XVII. Entre os temas a que se dedica, destacam-se o papel político das opiniões coletivas antes do advento da assim chamada “opinião pública”, a publicação de panfletos e notícias impressas sobre os acontecimentos político-militares do tempo, o engajamento político das camadas populares na Era moderna, as tradições republicanas ibéricas e a importância das noções de pátria e nação nas sociedades de Antigo Regime.

Continuar a ler “Pesquisador: Daniel Saraiva”

Pesquisador: Kleber Clementino

Bio

Sou graduado em História pela UFPE, com mestrado em Educação e doutorado em História Moderna pela mesma instituição (com estágio doutoral na Univ. de Évora, Portugal). Atuo como docente do ensino superior desde 2011. Atualmente, componho o quadro do dep. de História da UFRPE (desde 2017). Meu campo de pesquisa se situa na intersecção entre cultura e política, especificamente pensando a produção de relatos históricos no mundo luso-castelhano do séc. XVII.

Continuar a ler “Pesquisador: Kleber Clementino”